Você sabe o que está comendo?

Nos dias de hoje nos preocupamos com nossa alimentação, em busca de saúde, beleza e longevidade. Tentamos nos enquadrar nos padrões de beleza que a sociedade nos impõe através da prática de atividades físicas, alimentação balanceada e funcional. Tudo isto para que possamos nos manter mais saudáveis, certo!?

Mas você sabe o que está comendo?

Podemos analisarmos as três refeições básicas de um brasileiro de classe média:

Café da manhã: Fatia de pão integral com manteiga, copo de leite c/ café ou achocolatado, porção de fruta.

Almoço: Tradicional “arroz com feijão”, um tipo de carne, salada  e um complemento (fonte de carboidrato como macarrão ou batata).

Jantar: idem ao almoço, tendo fruta como sobremesa

Bom, se levarmos em consideração que:

  • o leite da vaca pode conter cerca de 59 hormônios ativos, vários alérgenos, gordura e colesterol, além de quantidades mensuráveis de herbicidas, pesticidas, dioxinas e até 52 antibióticos, segundo RIETZ (2009);
  • Frutas, hortaliças, cereais e leguminosas podem conter até 64% de agrotóxicos (ANVISA, 2008);
  • E, a carne de frango e carne bovina contém hormônios, podendo afetar a fertilidade, segundo estudo publicado pela “Human Reproduction” (BBC).

Não podemos dizer que a população brasileira possui uma alimentação saudável.

Muitas pessoas pensam que, por não verem os efeitos da ingestão de agrotóxicos de forma imediata, estas substâncias não fazem mal a saúde. Porém o crescimento dos índices de câncer nas últimas décadas pode ter sido conseqüência de uma alimentação “mentirosamente” saudável.

Os agrotóxicos, além de afetar a saúde dos indivíduos que o ingerem, afetam também a saúde daqueles que o utilizam, a saúde dos rios, lagos e mares, além do desequilíbrio das cadeias alimentares por eliminar uma “praga”, sendo este animal que se alimenta do plantio, fazendo parte da cadeia alimentar natural de outras espécies.

Estes produtos químicos foram desenvolvidos na Primeira Guerra Mundial e utilizados mais amplamente na Segunda Guerra Mundial como arma química. Com o fim da guerra, os produtores destas armas tiveram de migrar para um outro “ramo” da economia e o produto desenvolvido passou a ser utilizado como “defensivo agrícola”.

Farei uma breve pausa para contar uma pequena história.

Certa vez, ao comentar o meu ramo de atividade dentro da área da saúde, um médico da cidade de Joinville-SC me descreveu um pequeno “experimento” que ele realizou em sua granja.

O experimento consistiu na separação de dois grupos de frangos, sendo o primeiro grupo tratado com ração e o segundo grupo tratado “como era antigamente”, com quirera e migalhas. Destes dois grupos, foram separados 120 ovos de cada e colocados para serem chocados.

O resultado foi o seguinte:

  • Primeiro grupo – de 120 ovos, nasceram 56 pintinhos, sendo 9 deles com deformidades;
  • Segundo grupo – de 120 ovos, naseceram 108 pintinhos, sendo 4 deles com deformidades.

A conclusão que chegamos é: Uma galinha tratada com ração que contem hormônios, cereais tratados com pesticidas e muitas vezes fragmentos de ossos e carne animal não pôde gerar um pintinho saudável. Se nos alimentarmos então, dos ovos de galinhas tratadas desta maneira, o que nos garante que este alimento é saudável!?? Se este resultou em mal formação do filhote, acredito que este alimento nos fará mal de alguma forma, ainda que esta não esteja comprovada.

Bom, voltando aos “defensivos agrícolas”, com base em nossa pequena estória, estes produtos talvez tenham sido desenvolvidos para defender a casca dos ovos de serem rompidas pelos seus moradores, e desta forma o produto agiu no ovo, de forma indireta, não gerando seu integrante (pintinho).

Falando sério, os agrotóxicos são o perigo que devemos combater nos dias de hoje, não só pela preservação do meio ambiente, mas também para a preservação de nossa saúde. Afinal de contas nos enquadramos em regimes, dietas árduas, além de horas e horas de academia para nos manter SAUDÁVEIS, sendo assim, porque desperdiçar todo este esforço ao consumir produtos contendo “armas químicas”. Se pensarmos por este lado, nosso organismo é o “ambiente” da segunda guerra mundial e o alimento é a arma química utilizada.

Segundo notícia publicada na Folha de São Paulo, análises da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em 17 alimentos encontraram problemas com agrotóxicos em 15% das 1.773 amostras . O produto com mais irregularidades foi o pimentão (64%), seguido por morango (36%), uva (33%) e cenoura (31%).

Foram examinados grãos, frutas e verduras vendidos em 2008 em supermercados de todos os Estados -exceto Alagoas. Todos eles tiveram amostras em que foram detectados resíduos de agrotóxicos não permitidos para aqueles produtos. Em nove, havia resquícios de substâncias autorizadas, mas acima do nível permitido.

A Anvisa encontrou ainda um agrotóxico proibido no Brasil desde 1985. O ometoato, detectado na cultura de abacaxi.

A orientação dada pela ANVISA e o Ministério da Saúde é que as pessoas se informem da procedência do alimento que consomem, ou que priorizem o consumo de alimentos orgânicos (sem tratamento químico do solo ou do plantio).

Sendo assim, vamos nos informar sobre o que estamos comendo e ao optar por “dieta balanceada e prática de exercícios físicos” visando saúde, vamos realmente visar SAÚDE! Consumir alimentos 100 % saudáveis, sem insumos químicos, é uma forma de combater a utilização de “armas químicas” contra o nosso organismo e contra o meio ambiente.

Diana V S Costa

Referências Bibliográficas:

RIETZ, D. Leite de vaca e outros laticínios. Disponível em: http://www.vegetarianismo.com.br/sitio/index.php?option=com_content&task=view&id=380&Itemid=34 Acesso em: 02, out, 2009

BBC. Consumo de carne com hormônio afeta fertilidade. Estudo da “Human Reproduction” publicado em 28, mar de 2007, na Folha de São Paulo. Disponível em:  http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u16180.shtml Acesso em: 02,out de 2009.

2 responses to this post.

  1. Diana,

    Parabéns pelo artigo !!

    Por favor, gostaria de aumentar minha lista de fornecedores de produtos orgânicos para serem revendidos em Joinville. Você pode me ajudar ?….

    Abraços,

    Luiz

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: